domingo, 21 de junho de 2009

AINDA AGUARDANDO O PRÓXIMO TEXTO-CAPÍTULO...



Já que o próximo assunto (ainda em desenvolvimento) é "Religiosidades e Masculinidades", e pela passagem do Solstício (para nós) de Inverno, em 21 de junho, compartilho mais uma coisa muito modesta, e totalmente doméstica:


A ORAÇÃO POSSÍVEL



(Para aqueles que - como eu - habitam processos de mandalas)


Minha casa tem minhas medidas,

a minha cara,

e flutua no meu mood.

Por isso ela é roupa,

curiosa e enfeitada,

por isso esconderijo:

altar, altares,

porque deus(a, es) há muitos,

porque eu sou deus(a, es).


Meu corpo tem as medidas que pode,

o jeitão que exercito,

e o clima flutuante dos momentos.

Por isso ele me veste,

comemora e lamenta,

por isso máscara:

altar, altares,

porque eu sou deus(a, es),

porque o SENTIDO é sagrado.


Deus(a, es) têm as medidas que querem,

o significado que a alma alcança,

a partitura do destino.

Por isso eles comem enfeites, comemorações, lamentos,

vomitam interrogações,

por isso exigem cavernas:

altar, altares,

porque o humano também é sagrado,

porque orar é um privilégio secreto, pessoal, intransferível,

AMÉM.


CHRISTINA MONTENEGRO

(Em 2001!)


ILUSTRAÇÃO: Frantisek Kupka - The Beginnings of Life, 1900-1903

20 comentários:

Bia Maia disse...

Amém e Amém!!!
Maravilhoso o que escreveu...
E que as minhas MÁ-ÁGUAS se vão embora, para dar lugar às BOAS - ÁGUAS!!!!

Obrigada por suas palavras...curtas e certas!!!
Lindo início de semana para vc, minha querida!!!!

http://olhardentrodosolhos.blogspot.com

Bia

Samuel Giacomelli disse...

Amém.

Porque somos deus(a, es).

Adorei

Flavio Ferrari disse...

Comer enfeites e vomitar interrogações ... forte e verdadeiro.

A.Tapadinhas disse...

Para cada um a sua oração...

já que será difícil cada um ter o seu Deus...

Não posso estar mais de acordo!

Beijo.
António

Flávia D. disse...

Obrigada pela visita ao meu blog. Volte sempre!
bjos

Tetê disse...

Chris,

que bela oração...
por aqui fazendo minha parte!

BjOO

Ricardo Duarte disse...

Christina,
Ótima oração. E adorei a ilustração também - não lembra um pouco Dalí?

Obrigado pelas visitas e pelo elogio. Se me permite, gostaria de "linkar" seu blog ao meu (aliás, já "linkei" - abusado eu :D).

Beijos

Tetê disse...

Chris,

esse desejo ainda me mata!

Bjo!

Cadinho RoCo disse...

A prece é instante de unidade, união, unicidade.
Cadinho RoCo

Vanessa disse...

Christina , obrigada pela visita no Fio, apareça sempre que desejar.
Achei muito interessante seu trabalho, boa sorte com ele . parabéns!


abraço

Valdemir Reis disse...

Olá amiga Christina, bom te ver! Belissimo trabalho, encantado, maravilhoso, parabéns. Apresento o texto abaixo:
“Antes de falar, escute.
Antes de julgar, espere.
Antes de rezar, perdoe.
Antes de escrever, pense.
Antes de desistir, tente.
Na busca por mim, descobri a verdade.
Na busca pela verdade, descobri o amor.
Na busca pelo amor, descobri Deus.
E em Deus, tenho encontrado tudo.
Enquanto navegar pela vida
Não evite tempestades e águas bravias.
Apenas deixe-as passar.
Apenas navegue e continue.
Sempre se lembre:
mares calmos não fazem bons marinheiros.
O mais importante em qualquer jogo não é vencer,
mas participar.
Da mesma forma, o mais importante na vida não é o triunfo, mas o empenho.
O essencial não é ter vencido, mas ter lutado bem.” A. d.
Agradeço fortemente de coração a sua atenção e a sua gentileza. Deixo votos de uma semana repleta de muitas conquistas, muitas bênçãos e que reine a paz, saúde e proteção, brilhe sempre! Fique com Deus. Encontraremos-nos sempre por aqui. Felicidades.
Valdemir Reis

Bia Maia disse...

A ORAÇÂO POSSÍVEL...

Simplesmente magnífico o que escreveu...

"Minha casa tem minhas medidas, a minha cara"...isto para im é LAR...doce LAR...

"Meu corpo tem as medidas que pode,"...demais...

PARABÉNS!!!!

beijos em seu coração!

Biazinha

Conceição Duarte disse...

Minha amiga, como vai? Linda sua trilha sonora também, e espero que as águas novas venham mesmo para nos lavar e levar todo o mal...
Amém!
Um beijo, CON

teoriasimpossiveis disse...

Adorei o que você escreveu...
Descobri seu blog através do blog do Marcio Frazão e que descoberta mais agradável...

Será que posso levar comigo?
Abraços
Lunna

Marcos Satoru Kawanami disse...

Chris,

voltei hoje de Monções, onde passei a semana em festa junina e isolado do mundo real e virtual, ou seja, eu não existi por 5 dias! nos braços da minha noiva..., uma frô caipira.

o que é mandala?

=D
marcos

Marcos Satoru Kawanami disse...

Chris,

quê legal os exemplos de mandala que vc me mandou!

só agora, aos 33 anos, graças a vc, é que pude entender por que eu gostei tanto de desenhar rosáceas nas aulas de Educação Artística da 6ªsérie, quando eu tinha 12 anos...

realmente são figuras marcantes, que causam estranhamento, talvez pela excessiva simetria.

olhar por mais de poucos instantes para uma mandala me dá nos nervos. há explicação para isso?

*-*
marcos

Udi disse...

Miniiiina!
como pude ficar tanto tempo sem vir aqui, né?

Orar é bom, aprendi a orar quando aprendi a pedir. Quando percebemos que não "podemos" tudo, aprendemos a pedir. Mas orar para agradecer é melhor ainda!

(vida corrida porque a fase dos lençóis tremulantes ainda não se adaptou à rotina... vou te enviar as Orquídea, pode confiar!)


beeeeijos

Teca Barcellos disse...

Amém!!!Assim seja! Muito bom ler textos tão expressivos e honestamente pessoais como os seus.
E o do beijo é bárbaro. Se um dia eu tiver algum relacionamento que dure um ano, vou roubá-lo(o texto e o beijo)
Bjs

Dona Sra. Urtigão disse...

ADORO ganhar pesentes e encontrar estes teus textos quando acabo de voltar é como ganhar presente.BÃODIMAISSS!

A.Tapadinhas disse...

Não considerou a hipótese de vir a nado?
:)
Beijo.
António