segunda-feira, 19 de outubro de 2009

INTERVALO PARA LUTO : AGUARDEM; VOLTO JÁ.


Já estava meio lenta a redação do próximo texto, pois estou também estudando e me preparando para uma oficina de alguns dias em São Luis do Maranhão.

Mas minha amada irmã Mitzi decidiu passar para um andar mais alto: ela era de fato muito bela e muito boa para o andar mixuruquinha em que estamos; e aí, quem de fato pretender ler o texto, aguardará mais um pouquinho, 'fazeireofavor'...

Em dias ela foi desligando os interruptores de seu privilegiado cérebro, e - não só nós - mas os médicos também, não entendemos muito bem o que acontecia.
Os médicos ficaram com tamanha cara de patetas, tentando inutilmente um monte de 'procedimentos' entre diagnósticos turvos, tão abestalhadamente, que levaram uma semana medicando-a para então se lembrarem de perguntar se ela tinha alergia a alguma coisa...

Well, Mitzi já está em algum lugar.
Se só existe Ciência, e virou "apenas"(?!) poeira de estrela, certamente terá sido de Estrela.
Se existe alguma coisa Espiritual, ela tem pistolões quentíssimos por lá (como disse Angela, sua filha mais velha); só poderá estar numa ótima.

Espírita, criou a Cruzada Espiritual Feminina, que congrega mulheres cujo trabalho principal é o de orações de cura.
Era seu maior talento, afinal: dar colo, de altíssima qualidade.
Perto dela, só carinho, coragem e alegria; impossível passar por ela e não sair assim, acolhido e 'tratado': potencializado.

Acima, sua foto de Noiva, mais ou menos aos 19 anos. Linda, não? Por dentro então, vocês nem imaginam o porte da beleza...

Imaginem o porte da saudade que fica...

Deixou os livros 'Liberdade do Espírito' e 'Gotas de Amor'; cara dela, né?...

17 comentários:

Fran disse...

Ela era espírita? Tenha a ceteza que ela está melhor agora, beem melhor!
O espiritismo foi fundamental na minha vida, principalmente para compreender o desencarne dos meu pais...

Beeijos!

Marcos Satoru Kawanami disse...

a gente se encontra logo no Grande Galpão do Céu para passar a cuia da fraternidade universal.
a morte faz parte da vida.


pax et bonum
marcos

Lunna disse...

Alguma vez alguém me disse que nós somos exatamente aquilo que construímos e pelo visto a jornada de sua irmã foi de muitas construções. Grande abraço carissima

Samuel Giacomelli disse...

Meus sentimentos.

Que ela continue a rogar por nós que só o que fazemos é aguardar.

Que esteja bem!

Conceição Duarte disse...

Cris, que coisa mais triste essa que me contou e que lí aqui... Todos nós vamos para o andar de cima, mas é muito triste isso acontecer com a gente e com quem gostamos demais... Mas um dia, todos estaremos por lá brincando nas nuvens... Que ela tenha muita luz e paz . E que vc e sua família entendam isso como uma passagem... Que seja suave,, o tempo é quem cuidará disso, pode ter certeza.
Um grande beijo, CON

Espartana disse...

meus sentimentos, chris. vou te dar um abraço pessoalmente semana que vem ;)

Álex

Fernando disse...

Tenho a mais plena convicção que somos muito mais que matéria estelar.
Somos, principalmente, aquilo que sonhamos e o quanto amamos.
Sua irmã, com toda certeza, sonhou sonhos lindos e amou muito. E, como um anjo, continua orando e cuidando daqueles que a amam.
Um grande beijo no seu coração.

Érica Martinez disse...

Chris, emocionadamente te digo que dói pra gente, mas a missão dela aqui deve ter sido cumprida, o que pode nos trazer algum alento...

Um beijo.

Ziza disse...

Amiga, que boa noticia saber que sua mae esteve com vc. tanto tempo, vc. é uma felizarda. E que pena que as pessoas se vão depois de trazerem tanta graça na nossa vida.Mas... se assim não o fosse, com certeza estariamos mais pobres. Estou contigo, e ela em você. Fique bem! NÔ

Marcos Satoru Kawanami disse...

Chris, uma feminista me enviou por e-mail hoje dizendo que a luta continua:


As mulheres, em reunião mundial, resolveram fazer um complô contra os homens, e decretaram que, a partir daquela data, não iriam fazer mais nada em casa.

Três meses depois, em outra reunião, elas decidiram contar o que tinha acontecido daquela data em diante.

Primeiro, a francesa:
"Eu quando cheguei em casa fui logo dizendo ao meu marido que a partir de hoje não faço mais nada aqui em casa. Não cozinho um grão de arroz..."
No 1º dia não vi nada.
No 2º dia não vi nada.
No 3º dia já o vi cozinhando seu arroz, fritando um ovo...e ele está pensando em abrir uma rotisserrie!

Aí a americana contou:
"Quando cheguei em casa fui logo avisando a novidade. Não lavo mais uma peça de roupa. Nem uma cueca..."
No 1º dia não vi nada.
No 2º dia também não vi nada.
No 3º dia já o vi indo para o tanque, lavando suas cuecas... ele já tem um sócio pra abrir uma lavanderia!

Aí foi a vez da brasileira, Raimundinha, nordestina, ali, do Ceará:
"Chegando em casa já fui logo gritando forte, não faço mais porra nenhuma aqui em casa, mas nada mesmo..."
No 1º dia não vi nada.
No 2º dia não vi nada.
No 3º dia continuei não vendo nada
No 4º dia o olho já foi desinchando, e já dava pra ver o vurto dos mininos...


o.O
marcos

Duaia Assumpção disse...

Christina, um Maranhão de azulejos e carinhos e trabalho para ajudar a sarar o que não aprendemos nunca, o desapego. Mas a gente vai soprando, que se não passa, vai virando cicatriz, tatuagem, história, até virar a gente mesmo de novo e ficar para a eternidade, sempre se transformando...beijo, Duaia

Danillo disse...

Puxa, meu anjo.
Fiquei sabendo agora somente. Estava ausente demais e de tudo.
Que luz bonita ganhamos.
Que a Mitzi agora olhe por nós todos.
Um beijo grande no coração e na alma.
Saiba que estou/estarei aqui sempre.

Solange Maia disse...

Christina,

Deixo aqui um abraço bem grande para todos que estão sentindo essa ausência... e a certeza de que ela é a estrela mais brilhante lá de cima...

beijo

Thiago Maia disse...

pensando que ia se livrar de mim heim, rsrsrs
pois bem, voltei e não voltei, ando sem tempo
mas logo chegam as férias
ai melhora

boa tarde

Conceição Duarte disse...

Minha querida, ainda não escreveu mais nada depois da morte de sua querida mana???

Escreva Cris, ela iria gostar de ler, se por aqui estivesse, e lembre-se que um dia todos nós estaremos juntos brincando nas nuvens divinas do céu azul infinito!!!
Bora escrever e obrigada por sua visita. Dia 2 fez um ano que enterrei meu pai... Coisa doída demais... Mas ele vive em mim...
Um beijo grande, CON

Cadinho RoCo disse...

Receba o meu sentimento.
Cadinho RoCo

Kovacs disse...

Christina, sinto muito pela perda, nessas ocasiões nunca sei bem o que escrever, mas pode contar com o meu apoio.