quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

DISCORDANDO MAS COMPREENDENDO...


Encontrei o link:

http://delas.ig.com.br/filhos/de+menino+de+menina/n1237891221320.html

num post de uma coleguinha de Facebook; espiem.

Li; um texto que acredita no 'politicamente correto', e recomenda o "ESTÍMULO" aos brinquedos que não induzam a comportamentos X ou Y futuros... Comentei a proposta lá no Facebook; gostaria de compartilhar esse meu comentário aqui também:

Não é necessário 'estimular'; basta deixar as escolhas livres.

'Estímulo' ainda é uma ação vertical, onde a singularidade de cada um não a pediu, nem tornou necessária, já que não está havendo 'perigo' algum a ser contido: mesmo que com carinha 'simpática', seria autoritário. Mas, para os meninos entenderem que brincar de casinha, boneca, ou dançar balé está livre para eles, seria melhor que eles olhassem em volta e vissem homens adultos mais solidários na arrumação de casa, mais ocupados nos cuidados dos menores, e mais conectados às artes todas... É uma questão de tempo, um movimento humano que me parece irreversível: já está em transformação, FELIZMENTE! Basta insistir, e não ter pressa...


Lá na página da Danielle Sales (primeira a 'postar' o link), comentou outra coleguinha, a Maria Inês Corrêa Nascimento : “Meu filho mais velho tinha uma máquina de lavar movida a pilha. Ele pediu uma. Adorava máquinas de lavar. Aos 3 anos, passava horas botando paninhos ali dentro e "lavando"... roupa. Pena que hoje, aos 19 anos, tenha desaprendido o 'ofício'...”

RESPONDI A ELA: “Desaprendeu não, Maria Inês... É que em algum momento ele precisou (como todo menino) se sentir com 'crachá de homem'; olhou em volta, e dificilmente viu algum (homem adulto) fazendo essas coisas. Nem os comerciais de TV mostram homens desempenhando tarefas domésticas com naturalidade... Para se sentir 'autorizado ao crachá', ele precisou parecer desaprender... Mas - talvez - os netos dele já habitem um mundo diferenciado dessa mesmice vã e tola...!”


Recomendo aos interessados no assunto que leiam (buscando aqui os 'textos anteriores') meu texto sobre a construção da ética em meninos e meninas, a partir (por exemplo) das pesquisas de Carol Gilligan.

Ilustração: De MaggieTaylor , uma imagem que parece mostrar um 'Rei do lar, senão deposto, expulso dele'... Ou não?...

4 comentários:

Green Womyn disse...

Nossa, fico feliz que o link tenha gerado uma boa conversa e um belo post!

Kovacs disse...

Muito bom o debate e concordo com o seu posicionamento sobre a questão do "estímulo" que pode se tornar uma imposição. Aproveito para desejar um ótimo 2011!

ana maria santeiro disse...

os jovens de hoje quando moram sozinhos lavam a s suas roupas, levam nas lavanderias automáticas. Nos filmes americanos vemos o homens lavando as rp=oupas nas máquinas no basement.

ana maria santeiro disse...

os jovens de hoje quando moram sozinhos lavam a s suas roupas, levam nas lavanderias automáticas. Nos filmes americanos vemos o homens lavando as rp=oupas nas máquinas no basement.